14 de abril de 2015

Filhos de Lilith - O Despertar, por Elaine Velasco

Avaliação: 3,5/5
Editora: Madras Teen/Cortesia
ISBN: 9788537009468
Gênero: Fantasia
Publicação: 2015
Páginas: 160
Livreto

Skoob
Filhos de Lilith - O Despertar é o primeiro volume da série Filhos de Lilith, escrito pela autora Elaine Velasco e publicado pela Madras Teen, novo selo da Editora Madras. 

O livro nos apresenta a história de Alice, uma jovem que havia desaparecido e um tempo depois acorda na casa de Carlos, um antigo colega de classe, com suas memórias completamente confusas e com medo irracional de algo que ela não sabe o que é. Neste primeiro momento, acompanhamos Alice tentando entender tudo o que está acontecendo consigo, como ela foi parar ali e por que não se lembra de absolutamente nada. O pouco que ela sabe é que estava sendo mantida prisioneira por um homem misterioso chamado Alejandro, que a manteve em cativeiro junto de Melissa, a namorada de Carlos, e que elas conseguiram escapar.

Após a fuga, Melissa sente-se em dívida com Alice, assim ela acaba levando-a para casa de Carlos, pois Alice aparentava estar muito fraca e não permite ser levada para a casa dos pais. Só que o comportamento dela começa a causar suspeitas. Alice não quer que ninguém saiba seu paradeiro e, além disso, ela não se alimentava e vivia na escuridão, pois o sol a irritava e a machucava.

Aos poucos ela recupera parte de sua memória. Após o incidente com Carlos, ela finalmente entende o que aconteceu. Alice é uma vampira recém transformada, o homem que a raptou era na verdade um vampiro que acabou transformando-a.  Assustada com o que ocorreu com Carlos, Alice foge para São Paulo, onde conhece Carol, outra vampira que a acolhe e lhe ensina como se manter viva em sua nova condição.


Não conhecemos a humana Alice, somos apresentados apenas a resquícios da pessoa que ela era, mas a mudança nela é nítida, instintos predadores tomam sua doçura e fragilidade tornando-a perigosa para as pessoas a sua volta. Como vampira, ela precisa se controlar e aprender como saciar sua sede de maneira correta, não machucando pessoas inocentes.

A partir desse ponto somos apresentados a todo um universo repleto de vampiros, bruxas, anjos e outros seres sobrenaturais.  A história começa a se desenvolver e descobrimos que um clã de vampiros está muito interessado em Alice, pois algo está por vir e ela é uma importante peça neste acontecimento.  O romance também entra na história, Alice conhece João Eduardo, outro vampiro que pertence a esse mesmo clã. Os dois iniciam um relacionamento bem conturbado, já que ela ainda está muito confusa sobre tudo o que aconteceu em sua vida.


Confesso que achei o livro um pouco confuso, ainda estou quebrando a cabeça para explicar a história para vocês. Tudo acontece tão rápido e as informações vão sendo apresentadas de uma maneira que fica um pouco difícil de se situar. A escrita da autora é muito boa, mas senti a necessidade de maiores explicações, eu me senti como a Alice tentando entender sua condição.

A trama criada pela autora é bem bacana, mas o livro peca por ser morno. Ficamos a leitura inteira esperando por um grande acontecimento que não acontece. É como se este livro fosse apenas uma introdução, um preparatório para o que está por vir, e isso me deixou um pouco decepcionada, já que fiquei o tempo inteiro na expectativa por algo mais, alguma coisa que se tornasse o ápice da história. Estou muito acostumada a histórias fantásticas com muita ação o tempo todo, livros com pouca ação acabam se tornando cansativos para mim, eu realmente entendo a proposta da autora de preparar o terreno para algo grande, mas então, já que se trata de uma introdução para a série, eu gostaria que o livro tivesse mais informações, pois assim é possível compreender todo o universo criado pela autora.

O rumo que a autora tomou neste primeiro volume indica que o próximo livro será bem melhor, espero esclarecer minhas dúvidas e também por mais ação, pois assim poderei me apegar aos personagens e me render a história. Indico o livro, apesar de alguns pontos não terem me convencido, pois estou apostando muito na sequência. Então, para quem quiser ler, fica a dica, é sempre bom conhecer novos livros escritos por autores brasileiros.
“Sua memória mais primitiva era de uma noite escura, em que algo a magoara profundamente, mas o que era exatamente, ela não se lembrava. Apenas se lembrava que tal fato a fez deixar sua casa, sua família, e ganhar as ruas da cidade, inundada pelo desespero, grossas lágrimas escorrendo pelo rosto. Andando sem destino, acabou em uma praça remota, sentada, chorando baixinho. Não ouviu quando ele se aproximou. Não ouviu sequer de onde ele surgiu.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




LAYOUT DESENVOLVIDO POR VIAGENS DE PAPEL – NÃO COPIE, CRIE! – COPYRIGHT © 2015