24 de agosto de 2015

Resenha: Laços do passado, de Sabine Borges

Avaliação: 3,5/5
Editora: Chiado/Cortesia
ISBN: 9789896973896
Gênero: Romance Policial
Publicação: 2011
Páginas: 483
Quinze anos após se mudar de Sunningwell para Portugal, Jessica retorna para sua cidade natal a fim de começar uma nova vida e deixar seu passado de Portugal para trás. Lá ela revê várias pessoas que fizeram parte de sua infância, como sua amiga Lucy e seu marido Daniel - um daqueles "moleques encreiqueiros" da escola.

Em sua volta ela tembém tem a chance de reecontrar uma de suas antigas paixões de escola, uma que nunca pôde ser realmente vivida, mas que durante esse reencontro, 15 anos depois, reacendeu suas chamas com todas as forças: Jim Edwards, inspetor da polícia local.

Ambos acham que finalmente será sua hora, que finalmente poderão viver essa paixão que há entre eles, mas o destino - ou melhor, o ex-noivo de Jessica - não quis assim e eles começam a enfrentar toda a obsessão doentia e toda a violência de um homem apaixonado e rejeitado. Um homem que não vai desistir assim tão fácil de ter sua mulher de volta, de possuí-la somente para si. Marcus é completamente obcecado por Jessica, e vai tentar de tudo para consegui-la de volta.

Nessa empreitada eles contam com a ajuda de Sharon, policial parceira de Jim e que nutre por ele uma paixão secreta durante anos. Ela é a única pessoa que eles podem ao menos cogitar confiar. Só que nem tudo é o que parece, e até essa história chegar a um fim muitas águas vão rolar.

Para um enredo policial, a autora soube lidar razoavelmente bem. Não é uma trama exatamente original, e o desfecho é meio previsível, mas quando é bem trabalhada ela pode se sair muito bem, e isso a autora fez com algum sucesso.

O começo é meio devagar e demoramos a nos situar na história. Não sei se meu problema foi pela escrita ser no português de Portugal ou se eu apenas não estava no clima, mas demorei bastante a entrar no ritmo da história. Porém, quando as coisas deslancham, o livro começa a realmente ficar bom.

A autora desenvolve a trama de um jeito que nem tudo é o que parece. Ela nos mostra apenas o que os protagonistas vêem, e o que eles vêem são apenas máscaras, mentiras e falsidades.



A escrita da autora é bem fluida e simples, nada muito elaborado, mas que é fácil de ler. Os protagonistas são bem desenvolvidos, e para um policial isso conta muitos pontos. Não há nada pior para esse gênero que um vilão com uma personalidade disfuncional má construída. O enredo, como mencionei, não é original mas foi bem trabalhado - ao menos da metade para o final - e as reviravoltas são interessantes.

O romance que se desenvolve entre os protagonistas se dá de uma maneira bem trabalhada. A autora não simplesmente fez eles ficarem juntos e pronto, ela trabalhou primeiro eles como pessoas para só então trabalhar eles como um casal que se completa, o que me agradou bastante.

Definitivamente não é o melhor livro do gênero que eu já li, mas é bem satisfatório. Se você não for extremamente crítico e se ater ao ponto central da história vai gostar bastante desse livro. 



Por Larissa Gaigher

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




LAYOUT DESENVOLVIDO POR VIAGENS DE PAPEL – NÃO COPIE, CRIE! – COPYRIGHT © 2015