29 de setembro de 2015

Resenha: Ela não é invisível, de Marcus Sedgwick

Avaliação: 3/5
Editora: 
Galera Record/Cortesia
ISBN: 9788501104564
Gênero: Jovem Adulto
Publicação: 2015
Páginas: 256
Skoob
O livro Ela não é invisível, escrito pelo inglês Marcus Sedwick e publicado pela Galera Record, foi uma leitura bem diferente do que estava esperando, em vez de um romance, acabei encontrando uma narrativa mais significativa e séria, que aborda situações quase improváveis, mas ainda possíveis.

A história é narrada a partir da perceptiva de uma adolescente cega, que preocupada com a falta de notícias do pai, acaba agindo de maneira impulsiva. Laureth e o irmão caçula viajam para outro continente, sem o consentimento da mãe. Eles saem de Londres rumo à Nova York.

Laureth tem consciência de seus atos, sabe que não deveria viajar sozinha e supostamente raptar seu irmão, ela deseja localizar o paradeiro do pai, um escrito famoso.  Como não enxergar, ela necessita do apoio do irmão. 

Após fugir de casa e driblar todos os obstáculos possíveis e impossíveis até seu destino, ela se vê num ambiente perigoso e desconhecido. Sua única pista é o e-mail recebido de um estranho que encontrou o caderno de anotações, o livro breu, de Jack. Em Nova York, Laureth refaz os passos do pai, mas acaba se metendo em muitas confusões.

A premissa do livro é bastante interessante e única, o autor escreveu um enredo otimista, porém, exagerado. Não seria assim tão fácil, uma adolescente cega (16 anos) e uma criança (7 anos) viajarem sozinhas para outro continente, uma cidade próxima ou outro estado, daria a narrativa mais veracidade.



O livro se subdivide em duas partes, ora narrada cronologicamente pela protagonista, ora mostrando o conteúdo do livro breu, Jack escreveu sobre coincidências versus probabilidades, o universo e faz menção a vários intelectuais (Carl Jung, Sigmund Freud, dentre outros), essa parcela da leitura foi bem cansativa, filosófica e, por vezes, sem sentido, embora o final acabou amarrado a cada detalhe da história.

Marcus Sedgwick mostra como a protagonista, incapacitada de um dos cinco sentidos, vê e sente o mundo ao seu redor, sua percepção se acentua mais que de qualquer outra pessoa. O autor constrói uma personagem surreal, Laureth é forte e determinada, ela reúne pistas a partir das anotações de Jack, buscando meios de encontra-lo. Indivíduos com deficiência possuem muitas limitações, mas suas debilidades não os impossibilita de viver.

O livro dividiu minha opinião, tem uma bela mensagem e uma ótima premissa, o enredo deixou um pouco a desejar. A edição está muito bonita e caprichada. ;)


Por Patrícia Oliveira

24 comentários:

  1. Eu fiquei muito interessada por esse livro no princípio, quando soube do que se tratava e depois de ler sua resenha só tive certeza de que eu realmente preciso fazer essa leitura. Gosto de livros com temática séria que leva o leitor a ter diversas reflexões. Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  2. QUE CAPA BEM FEITA, QUE LIVRO LINDO, eu amei gente, outro que vai para a minha listinha para comprar!

    ResponderExcluir
  3. Olá :) Adorei a proposta da obra, é diferente e atrativa, acho que nunca tinha visto esse livro, acredito que essa é a primeira resenha que leio. Adorei a sua resenha, *-* fez eu entender a história e ficar com vontade de ler. :) Gosto muito de livros com ensinamentos. *-* Beijos!
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
  4. hun, eu tbm achei meio surreal o lance da garota ser menor e cega conseguindo levar o irmão criança pra outro continente, sem que houvessem [muitas] dificuldades nisso... de qualquer forma, a premissa do livro não atraiu minha atenção. então vou passar a leitura...

    ResponderExcluir
  5. Oiê
    Não botava fé nenhuma nesse livro, juro. Também fico com o pé atrás quando o personagem principal do livro tem algum tipo de doença ou deficiência justamente por ficar se vitimizando demais
    Bjks
    Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Já vi esse livro em outros blogs e canais, mas não tive tanto interesse! Mas a sua resenha tá me incentivando bastante a ler.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    A premissa do livro é realmente interessante, mas ao mesmo tempo ela deixa um pouco a desejar na questão de ser realmente um pouco improvável a personagem de apenas 16 anos e ainda por cima cega, conseguir viajar e atravessar o continente com seu irmão de apenas 7 anos.
    Mesmo assim, é um livro que caso eu tenha oportunidade eu irei ler para tirar minhas próprias conclusões.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  8. eu vivoquerendo ler esse livros, mas ultimamente n sobra tempo pra nada.
    mas depois q li a resenha fiquei com mas vontade de ler ainda.

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Já tinha visto esse livro, mas nunca tinha lido resenhas dele. Estava muito em dúvida se deveria realizar a leitura ou não, mas a sua resenha só me fez ter a certeza de que preciso ler esse livro, principalmente por tratar de assuntos tão sérios que nos fazem refletir.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Capa bonita, mas uma premissa surreal. Eu ia ter chiliques durante a leitura. Sério, uma menor de idade cega conduzindo outro menor de idade para o outro lado do mundo e ninguém se dá conta de que tem coisa errada? Eu gosto de fantasia, mas isso já é desrespeitar a capacidade intelectual do leitor.

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei de o livro ter uma protagonista cega, é difícil ver personagens principais que não sigam o esteriótipo da 'perfeição cristão/europeia'

    ResponderExcluir
  12. Gostei da capa.
    Mas a premissa não me chamou muito atenção.
    talvez eu esteja errada.
    Quando puder darei uma chance à leitura.

    Beijinhoss...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi! Tudo bem?

    Já vi esse livro por aí, mas não sabia do que se tratava. Concordo contigo. Faltou um pouco de realismo aí... Apesar da situação ser possível, é bem improvável que aconteça. Mas, enfim, acredito que o livro tenha uma mensagem bonita. E que pena que o autor não soube trabalhar direito com os capítulos!

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  14. oie como vai?
    quando vi o lançamento desse livro enlouqueci kkkk sério, to ansiosa pra pode ler ele *-*

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Desejo esse livro há algum tempo e gostei da sua resenha dar importância aos tons de realidade que o livro parece fugir. Sei que pessoas cegas podem nos surpreender e MUITO, então não sei se viajar seria tão dificil assim como você diz, acho que os dois conseguiriam sim, com muitos percalços, claro. É um livro que eu quero muito ler!!
    beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  16. Não tinha ouvido falar do livro ainda, mas pela sua resenha, surgiu em mim um vontade de lê-lo quem sabe mais pra frente, com um tempinho não dou uma chance pra ele.

    www.saotantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi! Acho que me sentiria assim como você, um tanto dividida em minha opinião sobre a obra. Incomoda-me quando leio algo que parece fora da realidade (quando o gênero não é fantasia, quero dizer). Apesar disso, o enredo me atraiu e o leria sem problemas. Espero gostar quando chegar minha vez de lê-lo.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Eu quero muito esse livro, a capa é linda e a premissa muito instigante! Concordo que é meio fora do real, mas é interessante acompanhar a história!!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Eu achei a história meio surreal. Uma garota cega viajando com o irmão de 7 anos me parece algo muito aleatório, até mesmo para a literatura. Acho que vou passar a dica rsrs

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  20. Muitas das resenhas falam o mesmo que vc e por isso vejo bastante opinioes divididas por ai e isso esta me deixando curiosa, quero ler e ter meu parecer ^^
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Acho que não seria apenas dificil a viagem, seria praticamente impossivel, especialmente pq o destino é os EUA, mas deixando isso de lado, o livro parece interessante, mas a capa não me chama atenção, pois tem muita informação quase não sei p onde olhar

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu li esse livro e gostei bastante, mas foi diferente do que eu pensava e realmente não é tão fácil assim uma criança e uma garota cega viajarem sozinhos.

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oi, flor!
    Eu pirei nessa capa, muito fofa!
    Achei bem interessante a trama do livro mas no momento não estou lendo nada, muita coisa da faculdade e preciso me dedicar um pouco mais, vou deixar anotado a dica.
    Gostei bastante da resenha!Parabéns!

    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir
  24. Oii!
    Assim que li a premissa do livro fiquei curiosa, no entanto, também achei bem impróvavel todo o enredo.
    Apesar disso, parece ser uma boa leitura, e temos que concordar que essa capa é incrível!
    Bom, ficou aqui anotado, quem sabe um dia eu leia...
    Beijos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




LAYOUT DESENVOLVIDO POR VIAGENS DE PAPEL – NÃO COPIE, CRIE! – COPYRIGHT © 2015