14 de setembro de 2015

Resenha: Quando um homem ama uma mulher, de Bella Andre

Avaliação: 4/5
Editora: Novo Conceito / Cortesia
ISBN9788581636863
Gênero: Romance Erótico/Adulto
Publicação: 2015
Páginas: 304
Skoob
Atenção: Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores!

Mary é uma modelo muito famosa que saiu da Itália aos 18 anos para seguir carreira e ir em busca dos seus sonhos. Durante esse percurso, ela encontrou vários obstáculos, mas conseguiu superar cada um deles até se tornar a top model que é hoje. Agora, porém, Mary decidiu que está na hora de seguir outros planos e está em vias de se aposentar da carreira quando conhece Jack.

Jack é um engenheiro muito inteligente que, após 10 anos trabalhando em um projeto de agenda portátil eletrônica com três amigos da faculdade, decidiu vendê-lo a uma empresa. Mas para isso ele precisa desenvolver um plano de vendas para o produto e é aí que entra Mary.

Após dar de cara com ela em um ensaio fotográfico na rua ele logo percebe que ela é a cara do produto e a partir daí eles começam a se envolver profissionalmente. Só que junto com o interesse profissional Jack descobre o interesse romântico e, determinado como é, começa a investir e tentar mostrar pra Mary que ele é o cara certo pra ela. 

Esse era um livro bem aguardado por mim, assim como por todos os leitores fãs de Bella Andre e da família Sullivan, já que conta a história da matriarca deles, da mulher que foi capaz de criar uma família tão grande, unida e tão perfeita como os Sullivans. Sempre tive essa curiosidade de saber mais sobre o homem que serviu de exemplo para tantos dos meninos Sullivans, e agora eu tive a oportunidade. 

O livro foi um tanto agridoce pra mim. É lindo e fofo assim como todos os outros, porque o romance entre Jack e Mary é verdadeiro e o amor que eles sentem um pelo outro é notável desde os primeiros encontros. Mas também é um pouco triste porque a todo momento me lembrava de que esse homem tão exemplar já havia morrido. 

Esse, definitivamente, é o tipo de livro que tem um romance bem rápido e previsível, mas de maneira alguma isso o torna ruim. Pelo contrário, o que eu sempre amei nos livros da autora é essa previsibilidade, esse fato de saber que vai terminar tudo bem, e que o romance vai ser lindo e vai ter um final feliz.

Por outro lado, isso foi, ao mesmo tempo, algo que me incomodou. Pelo fato de já saber o destino do personagem eu não consegui aproveitar tanto a trajetória dele e os momentos felizes que viveu com Mary. Outra coisa que me incomodou foi o final. A autora para no final feliz, mas todos já sabemos que a história deles não tem exatamente um final feliz, se considerarmos que ele falece. Eu queria ter lido a parte em que eles têm filhos, que formam uma família juntos e finalmente, a parte em que ele morre.



Mesmo assim eu amei o livro. Ele continua com as mesmas características que Bella Andre mostra em todos os livros da família Sullivan: personagens fortes, íntegros, decididos; um romance rápido, mas bem construído; e uma história que é linda e nos deixa suspirando a cada página. 

Para os fãs da série, esse vai ser um livro pra fechar o ciclo dos Sullivan com chave de ouro. É um livro pra saciar toda nossa curiosidade sobre os fundadores dessa família (e que até surpreende em alguns detalhes sobre eles) e para cair de amores por esse casal tão romântico e sua história tão linda e emocionante como a de seus filhos. 

Por Larissa Gaigher

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




LAYOUT DESENVOLVIDO POR VIAGENS DE PAPEL – NÃO COPIE, CRIE! – COPYRIGHT © 2015