8 de novembro de 2015

Resenha: Feitiço da Sombra (Trilogia Primos O' Dwyer #2), de Nora Roberts

Avaliação: 4/5
Editora: Arqueiro/Cortesia
ISBN9788580414189
Gênero: Romance
Publicação: 2015
Páginas: 288
Skoob
O segundo livro da trilogia Primos O`Dwyer, Feitiço da Sombra, continua contando a saga dos três descendentes da Bruxa da Noite, Branna, Iona e Connor, em sua luta contra o bruxo das trevas Cabhan. Apesar de ter ficado muito debilitado no último confronto com os O`Dwyer, esta criatura maligna não desiste do seu objetivo de matá-los. O contrário também é verdadeiro.

A história é contada pela perspectiva do rapaz. Connor é um cara bonito, sedutor, engraçado e que na maior parte do tempo está em alto astral. Tem um talento especial para lidar com aves de rapina e não trocaria isso por nada. Porém, como sua irmã e sua prima, ele sabe que o perigo está cada vez mais próximo e que é tudo uma questão de tempo para que eles e Cabhan se encontrem novamente.

Mesmo tendo saído com muitas mulheres, Connor sempre se sentiu atraído pela melhor amiga de sua irmã, Meara. Ela é uma mulher independente, mas que nutre uma relação conturbada com sua mãe e seus irmãos. Ela também sempre se sentiu atraída por Connor e ambos gostam de flertar um com o outro, porém demoram para tomar uma atitude em relação a isto.

Cabhan escolhe ir atrás de Connor, tentando fazê-lo se sentir inferior e despreparado para lutar. Em um desses encontros, o jovem fica gravemente ferido em seu braço e, se não fosse pela ajuda de seu melhor amigo Finbar, além de Branna e Iona, ele teria morrido. Meara fica desolada com o sentimento de quase perder alguém que ela ama tanto. Os dois se beijam no fim da noite, mas isso trará consequências para ela, já que o bruxo das trevas sabe que a ligação de todo o grupo é o que dificulta que seu plano seja concluído.

Aliás, esse sentimento de lealdade e a força dessa amizade são um dos pontos principais que a autora consegue transmitir muito bem. Nora Roberts mostra que o amor vai além do romance e que uma família não é formada apenas por laços de sangue. Outra característica do grupo é o respeito pela magia. Eles sabem que possuem um dom especial, mas que aquilo não serve para "frivolidades". Uma grande diferença entre eles e Cabhan.


Diferente do primeiro livro, aqui os filhos da Bruxa Da Noite original, Brannaugh, Eamon e Teagan, têm uma participação maior durante a trama do livro. Por ser o segundo livro da trilogia, ainda sobram mais dúvidas do que certezas dentro da história. Em alguns momentos senti que ficou um pouco repetitivo, entretanto a narrativa ganhou mais dinamismo em Feitiço da Sombra.

>> Bruxa da Noite (Trilogia Primos O' Dwyer #1)

Por Maria Luiza de Paula

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




LAYOUT DESENVOLVIDO POR VIAGENS DE PAPEL – NÃO COPIE, CRIE! – COPYRIGHT © 2015