15 de janeiro de 2016

Resenha: Retrato do Meu Coração, de Patrícia Cabot

Avaliação: 5/5
Editora: Record
ISBN: 9788501093370
Gênero: Romance de época
Publicação: 2012
Páginas: 377
O livro "Retrato do meu coração" é minha melhor leitura de todos os tempos! Ai gente, não é exagero. Foi o primeiro romance de época que li e que talvez por isso tenha me encantado tanto. Ele me fez amar esse gênero apaixonante. Sinceramente, antes de lê-lo, eu não sabia que era possível um romance ser delicioso sem ser brega e sensual sem ser algo escancarado, tipo uauuu sabe. É bem na medida certa para não ser uma leitura tediosa.   

Escrito por Patrícia Cabot, codinome da autora Meg Cabot, o livro ilustra a estória de amor de infância de Jeremy e Margareth e de forma bem-humorada e sagaz, ela nos apresenta estes dois carismáticos personagens. Maggie, até então uma menina-moleca, era alta e magra demais pra sua idade, e Jerry, por sua vez, um garoto sem graça e igualmente levado, brincavam, brigavam e caçoavam um do outro.  

Ao ter idade suficiente, Jeremy é enviado para o colégio interno. Se passam cinco anos e ele retorna a cidade natal e os dois se reencontram. Ambos notam um no outro mudanças físicas. Jerry, agora o esbelto duque de Rawlings, percebe que Margareth, antes desengonçada, tornou-se uma linda jovem de curvas exuberantes. Nasce aí um encantamento que vai além dos desejos físicos.  

Após se reencontrarem, Jeremy tenta uma aproximação, que é interpretada erroneamente por Maggie, que pensa se tratar apenas de mais uma das brincadeiras de como quando os dois eram crianças. Magoado, o duque de Rawlings sai da cidade novamente e retorna anos mais tarde, de uma de suas andanças pelo mundo. Todos mudaram novamente. Muuuito além das aparências.   


Na bagagem do duque, há uma noiva-princesa-indiana-misteriosa e na de Maggie? Bom, na dela há um noivo excêntrico, uma bolinha de pêlo (um cãozinho-nada-fofo) e muitos, mas muitas telas de pintura e pincéis. E aí, minha gente, o que pode acontecer? Lhes respondo. Tudo.  Mesmo com um cachorro-nada-fofo na estória, arte e romance, também tem: mistério, ciúmes e tiros, sim, TIROS. Mas também tem muito humor. Bom, talvez por isso, esta obra tenha me encantado tanto. Por conter tantos elementos distintos e, ainda assim, ser uma leitura que flui deliciosamente. Super recomendo e vale cada minuto dedicado à ela. Boa leitura!

Por Anne Caroline

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




LAYOUT DESENVOLVIDO POR VIAGENS DE PAPEL – NÃO COPIE, CRIE! – COPYRIGHT © 2015